Nota: desde janeiro de 2007, o Parque Estadual da Chacrinha é administrado pela Prefeitura do Rio.

Localiza-se na vertente sul do Morro de São João, em Copacabana, Zona Sul do município do Rio de Janeiro. Estende-se ao longo da Ladeira do Leme, desde a Praça Cardeal Arcoverde até o antigo pórtico do reduto do Leme, fortaleza que controlava o acesso de Copacabana a Botafogo.

Com 13,3 hectares, o parque mantém uma das últimas áreas de mata do bairro de Copacabana, um dos mais densos aglomerados populacionais do país. A área foi formada por terrenos que pertenciam às faixas de proteção de instalações militares, entre as ruas Barata Ribeiro e antiga Rua Suzano, situada junto à fortaleza conhecida como Chacrinha.

Apesar da sua vizinhança com uma área urbana tão densamente ocupada como Copacabana, o parque apresenta uma mata importante para amenização climática da região e para a preservação de remanescentes de ecossistemas ali encontrados, inclusive a rica vegetação rupícola das encostas do Morro de São João.

Legislação correspodente: Decreto Estadual nº E-2.853, de 22 de maio de 1969; Decreto Estadual nº 32.574, de 30 de dezembro de 2002 (que alterou o Decreto Estadual nº 16.473, de 13 de março de 1991).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que é o Plano de Manejo?
O Plano de Manejo é um documento elaborado a partir de diversos estudos (do meio físico, biológico e social), que estabelece as normas, as restrições para o uso, as ações a serem desenvolvidas no manejo dos recursos naturais da UC e seu entorno, visando minimizar os impactos negativos sobre a UC, garantir a manutenção dos processos ecológicos e prevenir a simplificação dos sistemas naturais.
O zoneamento da UC, as medidas para promover a sua integração à vida econômica e social das comunidades vizinhas e as regras para visitação também devem constar nesse documento.

Clique para baixar o PM do PECH, aprovado pela Portaria IEF/RJ n° 189, de 12 de dezembro de 2006.

Um dos principais objetivos de todas as categorias de UCs é possibilitar a realização de pesquisas científicas. Isto porque esses estudos expandem o conhecimento sobre os diversos ecossistemas, os saberes tradicionais e as relações sociais, associados às áreas protegidas. De acordo com a Lei n° 9.985/2000, que instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), a execução de pesquisa científica em UC depende de autorização prévia do órgão responsável pela unidade e está sujeita às condições e restrições por ele estabelecidas.
O Inea, por meio de seu Serviço de Planejamento e Pesquisa (Sepes), apoia e incentiva a realização de pesquisas científicas nas unidades de conservação sob sua administração.
 

Ver aqui como desenvolver pesquisas nas UCs estaduais
*Os Parques Estaduais da Chacrinha e do Grajaú estão sob administração da Prefeitura do Rio. Para solicitar autorização de pesquisa nestas unidades, entrar em contato com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.