É preciso ter consciência de que o ar que respiramos é substancialmente afetado pela expansão urbana e industrial, uma vez que os principais vilões para a qualidade
do mesmo são os grandes empreendimentos industriais e os veículos automotores.
           
Em relação às fontes industriais, os empreendimentos classificados como de alto potencial poluidor, são obrigados, por força de restrições das licenças ambientais, a
adotarem medidas de controle eficientes, a monitorarem suas emissões (Programa de Monitoramento de Fontes Fixas – PROMON Ar) e monitorarem continuamente a
qualidade do ar nas suas áreas de influência direta e indireta. Todos os dados provenientes desses monitoramentos são transmitidos em tempo real e imediatamente
integrados ao banco de dados da DIMFIS/GEAR.