Pular para o conteúdo Pular para o menu principal
Portal do Governo do Estado do Rio de Janeiro
Contatos
Tel.: (24) 3367-1673

(Av. Luigi Amêndola, 236 - Parque das Palmeiras, Angra dos Reis, RJ / CEP: 23906-825)

Com sede em Angra dos Reis, a Superintendência Regional Baía da Ilha Grande (Supbig) atua na Região Hidrográfica I, localizada ao sul do Estado do Rio de Janeiro, e abrange totalmente os municípios de Angra dos Reis e Paraty, e, parcialmente, o município de Mangaratiba.

.

.

<!--SiteStudioNavNodes.label--> Baía da Ilha Grande Lagos São João Piabanha Baía de Guanabara Médio Paraíba do Sul Macaé e das Ostras Sepetiba Dois Rios Baixo Paraíba do Sul Baía da Ilha Grande

A área da Superintendência Regional Baía da Ilha Grande (Supbig), correspondente à Região Hidrográfica I, se destaca por suas praias, ilhas, flora e fauna exuberantes, que fazem do turismo sua principal atividade econômica. Angra dos Reis é reconhecida como excelente local para a prática de mergulho e, assim como Paraty, conta com serviços sofisticados de hotelaria, gastronomia, roteiros históricos, culturais e ecoturísticos.

 

Ilha Pelada Grande, em Paraty

 

As demais atividades econômicas da região estão intimamente ligadas ao mar, como pesca, indústria naval, comércio e serviços. Em Angra dos Reis, encontram-se os empreendimentos mais importantes: as usinas dos complexos nucleares Angra I e II (a terceira usina já está sendo construída), o terminal marítimo da Baía da Ilha Grande (TEBIG), o estaleiro Brasfels e o terminal portuário de Angra do Reis. A oferta de trabalho advinda dessas empresas atraiu muitos imigrantes e, consequentemente, contribuiu para a ocupação desordenada do solo.

 

 supbg

 

Comitê de Bacia

A região está na esfera de atuação do Comitê da Bacia Hidrográfica da Baía da Ilha Grande, que abrange os municípios de Angra dos Reis, Paraty e Magaratiba. O comitê é um órgão colegiado que debate as questões referentes à gestão das águas. Está instalado na sede da superintendência regional.

E-mail: apoiocomites@gmail.com

Licenciamento ambiental de atividades potencialmente poluidoras ou degradadoras do meio ambiente;

Fiscalização das atividades que geram impactos no ambiente;

Atendimento a denúncias de danos ambientais e a consultas do Ministério Público;

Monitoramento da balneabilidade de praias e potabilidade de água de nascentes;

Vistorias para demarcação de faixa marginal de proteção e para outorga de direito de uso de recursos hídricos;

Participação em programas de educação ambiental.

 

Operação contra crimes ambientais na área da Supbig

 

Baía da Ilha Grande

Com cerca de 800 km² de superfície, a Baía da Ilha Grande é área de importância biológica extrema para a conservação da biodiversidade brasileira, rica em espécies marinhas, recifes e praias. Estratégias de preservação da Baía da Ilha Grande estão diretamente ligadas à conservação da Mata Atlântica, já que os municípios de Angra dos Reis e Paraty concentram cerca de 80% dos remanescentes florestais do Rio de Janeiro. A manutenção dos ciclos hidrológicos e biológicos e dos vários ecossistemas associados (costões rochosos, restingas, manguezais) garantem o aporte de nutrientes e a manutenção da produtividade primária da baía.

 

 Baía da Ilha Grande

 

Cobertura Vegetal

Coberta por vegetação de floresta tropical, sendo parte dela remanescente da Mata Atlântica, a Baía da Ilha Grande possui flora e fauna ricas.

Turismo predatório;

Pesca predatória;

Enchentes, erosão, assoreamento e deslizamento de terras (devido ao potencial hídrico e ao relevo da região);

Ocupação irregular em áreas de preservação permanente;

Despejo de esgoto sem tratamento em corpos hídricos;

Ação de caçadores e passarinheiros que atingem a abundante fauna da região.

 

Apreensão de artigos para caça, uma das maiores ameaças ao ecossistema da região

 

Unidades de Conservação da Natureza (UCs) são áreas com relevantes características naturais delimitadas e protegidas por lei, como as estações e reservas ecológicas:

Parque Nacional da Serra da Bocaina;*

Abrange áreas de 4 municípios paulistas (Ubatuba, Cunha, São José do Barreiro e Areias) e dois fluminenses (Angra dos Reis e Paraty), num total de aproximadamente 104 mil hectares.

Parque Estadual da Ilha Grande;*

Abrange terras situadas na Ilha Grande, Município de Angra dos Reis, com área de aproximadamente 15 mil hectares.

Parque Estadual do Cunhambebe;*

Abrange partes dos municípios de Angra dos Reis, Mangaratiba, Rio Claro e Itaguaí, com área total aproximada de 38.053,05 hectares.

 Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Aventureiro;*

Criada em 2014, é composta por uma porção terrestre (Vila do Aventureiro) e outra marinha (antigo Parque Estadual Marinho do Aventureiro), com área de 1.910 hectares.

Estação Ecológica de Tamoios;

Está localizada entre os municípios de Angra dos Reis e Paraty. Sua área inclui 29 ilhas, lajes e rochedos e seus respectivos entornos marinhos com raio de 1km, representando 4% da Baía da Ilha Grande.

Reserva Ecológica Estadual da Juatinga;*

Está situada no município de Paraty, com área de aproximadamante 9.960 hectares.

Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul;

Abrange a Praia do Sul, na Ilha Grande, município de Angra dos Reis, com área aproximada de 3.502 hectares.

Área de Proteção Ambiental (APA) do Cairuçu;

Situada no município de Paraty, com uma área continental de 33.800 hectares e 63 ilhas somando um total de 890,72 hectares.

Área de Proteção Ambiental (APA) de Tamoios;

Situada no município de Angra dos Reis, é composta por uma parte continental que abrange uma faixa linear de 40 km sobre terrenos de Marinha e uma parte insular constituída por todas as terras emersas da Ilha Grande e por todas as demais ilhas que integram o município de Angra dos Reis. Sua área é de aproximadamente 20.636 hectares.

APA Municipal da Baía de Paraty;

Abrange a Baía de Paraty, enseada de Paraty Mirim e Saco do Mamanguá, com área de 5.642 hectares.

APA da Bacia Hidrográfica do Rio Japuíba (APA da Banqueta).

Localizada no município de Angra dos Reis, totalizando uma área de 2.711,15 hectares.

*Permitida a visitação.

 

Ponto mais alto de Angra dos Reis, o Pico do Frade fica no Parque Nacional da Serra da Bocaina

 

Projeto de Gestão Integrada do Ecossistema da Baía da Ilha Grande (Projeto Big)

O Plano de Gestão Integrada do Ecossistema da Baía de Ilha Grande (BIG) é fruto de uma parceria entre a Secretaria Estadual do Ambiente (SEA), o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Seu objetivo é, a longo prazo, garantir a conservação da região e fomentar o uso sustentável dos seus ecossistemas e da biodiversidade terrestre e marinha.

A iniciativa busca, ainda, articular as múltiplas iniciativas já em curso e previstas para a região, orientando as práticas setoriais de gestão do território e seus recursos naturais com a intenção de harmonizar as sobreposições e os conflitos e, desta forma, garantir a qualidade ambiental necessária à manutenção da integridade ecológica e da biodiversidade.

 

Programa Coleta Seletiva Solidária

Estimula a reciclagem do lixo para evitar sua disposição em aterros sanitários.

Saiba mais aqui.