Institucional

17/03/2017

Cinquenta toneladas de pneus usados foram recolhidas no município de Santa Maria Madalena, no Norte Fluminense, e tiveram destinação ambiental adequada. A retirada foi organizada pela Secretaria de Estado do Ambiente, através do Programa Ambiente Solidário, em parceria com a Associação de Fabricantes de Pneus Reciclanip e contou com apoio da prefeitura local.

A iniciativa atende à logística reversa, um dos instrumentos mais importantes para aplicação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida de produtos. O objetivo é minimizar o volume de resíduos sólidos gerados, reduzindo os impactos causados à saúde humana e ao meio ambiente, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305 de 2/8/2010)

O prefeito de Santa Maria Madalena, Beto Verbicário, elogiou a parceria com a Secretaria de Estado do Ambiente:

“Graças a essa integração com a Secretaria Estadual do Ambiente, conseguimos dar destinação adequada para centenas de pneus inservíveis, contribuindo assim para a preservação ambiental de Santa Maria Madalena e eliminando possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue", disse o prefeito.

“A Prefeitura de Santa Maria Madalena solicitou o nosso apoio para este trabalho. Os pneus usados foram retirados com a ajuda da Reciclanip e foram destinados para a reciclagem”, disse o superintendente de Gestão de Resíduos Sólidos da Secretaria Estadual do Ambiente, Ricardo Alves.

*No Brasil, uma das formas mais comuns de reaproveitamento dos pneus inservíveis é o uso deste material como combustível alternativo para as indústrias de cimento. Mas, não é só isso! Os pneus também podem ser usados na fabricação de solados de sapatos, borrachas de vedação, dutos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais, além de tapetes para automóveis. Há estudos recentes para utilização dos pneus inservíveis como componentes para a fabricação de manta asfáltica e asfalto-borracha, processo que tem sido acompanhado e aprovado pela indústria de pneumáticos.

 

*Informações do site da Reciclanip.​