Institucional

12/03/2018

O Parque Estadual Cunhambebe, situado no Sul Fluminense e administrado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), recebeu, nesta semana (7,8 e 9/3), cerca de 40 policiais militares para serem habilitados a atuar no Comando de Polícia Ambiental (CPAm).

Durante os três dias de curso, os agentes participaram da Instrução de Nivelamento de Sobrevivência na Selva, ministrado pela Seção Especializada de Ensino do Comando da Polícia Ambiental (Siesp). Além disso, participaram de uma palestra realizada por guarda-parques.

“A integração entre o Comando da Polícia Ambiental com os guarda-parques da nossa unidade é muito importante, inclusive foi possível contar com a presença deles durante o curso de formação”, destacou o subchefe do Parque Estadual Cunhambebe, Renan Rodrigues.

O curso de formação dos militares tem três meses de duração e o objetivo é habilitar os policiais para atuarem no Comando de Polícia Ambiental (CPAM).

Com 38 mil hectares de área, o Parque Estadual Cunhambebe abrange os municípios de Mangaratiba, Angra dos Reis, Rio Claro e Itaguaí e é o segunda maior unidade de conservação administrada pelo Inea.

O Parque Estadual Cunhambebe possui 89% de cobertura florestal em bom estado de conservação.