Notícias |13.10.2021

Acordo de Cooperação firmado entre Inea e Instituto Conhecer para Conservar vai ajudar a reforçar cuidados com o casal de lontras recém chegado ao BioParque do Rio

“Eduardo e Mônica”, clássico da banda Legião Urbana, foram os nomes escolhidos para batizar um casal de lontras que chegou ao BioParque localizado na Quinta da Boa Vista, na zona norte do Rio.

Os bichinhos são os mais novos moradores desse espaço que apresenta aos cariocas um novo conceito de zoológico, eles receberão todos os cuidados necessários. Diante de um Acordo de Cooperação Técnica, o Inea e o ICC trabalharão em conjunto para a conservação da fauna silvestre ameaçada da Mata Atlântica do Estado do Rio de Janeiro, além de colaborar na restauração de ecossistemas em riscos ou destruídos.

Dentre as ações planejadas, o BioParque do Rio irá auxiliar na reabilitação de algumas espécies e apoiar com mão de obra técnica e especializada para cuidar dos animais e depois liberá-los à natureza.

A lontra possui ampla distribuição no Brasil, ocorrendo em quase todas as regiões onde os corpos d’água são propícios, como rios, riachos, lagoas e em áreas costeiras com disponibilidade de água doce.

Na Mata Atlântica, a lontra é classificada como vulnerável devido a perdas de habitat, dentre outros fatores. São carnívoros semi-aquáticos, de hábitos solitários, embora possam ser observados pequenos grupos compostos de fêmeas e filhotes.

Em destaque