Notícias |04.11.2019

Inea participa de operação para coibir infrações ambientais em AraruamaForam encontrados três locais de extração mineral sem licença ambiental e 10 aves silvestres mantidas em cativeiro

Órgão vinculado à Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas), o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) participou, na manhã de hoje (4/11), de ação para coibir crimes ambientais em Araruama, na Região dos Lagos. Foram encontrados três locais de extração mineral sem licença ambiental, além de 10 aves silvestres mantidas em cativeiro. A operação foi promovida pelo Comando de Polícia Ambiental (UPAM), do 25º Batalhão de Polícia Militar (Cabo Frio).

As vistorias começaram por pontos de extração de areia, que foram detectados pelo projeto Olho no Verde, desenvolvido pela Seas, que faz o monitoramento utilizando imagens de satélite de alta resolução espacial. Os técnicos e os agentes percorreram o bairro de Itatiquara, Morro Grande e Fazendinha, onde flagraram três locais em atividades de extrações minerais sem licença ambiental e supressão de vegetação.

As áreas foram interditadas. No momento da operação, não havia ninguém nos locais, mas a equipe constatou que a movimentação de terra para a retirada de minério é recente.

A equipe ainda vistoriou estabelecimentos comerciais nessas localidades, onde flagrou aves silvestres mantidas em cativeiro. Foram apreendidas 10 aves em gaiolas. Duas pessoas foram autuadas e serão multadas pelo Inea. As aves foram encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS/IBAMA), em Seropédica.

Em destaque