Notícias |29.09.2020

Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade e Inea combatem despejo irregular de resíduos no Rio GuanduUma empresa foi autuada e outras três foram notificadas para que efetuem adequações ambientais

Empresas abrangidas pelo Distrito Industrial de Queimados, na Bacia do Rio Guandu, na altura da Baixada Fluminense, foram o alvo de fiscalização deflagrada, nesta terça-feira (29/9), pela Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas), por meio da Superintendência Integrada de Combate aos Crimes Ambientais, e pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). O objetivo foi identificar despejo de resíduos sem o devido tratamento no Rio Guandu e adotar as medidas cabíveis.

Os técnicos percorreram as dependências de oito empresas onde inspecionaram toda a rede de esgotamento industrial e sanitário das empresas; a disposição de substâncias tóxicas; checaram as condicionantes das licenças ambientais, dentre outros.

Uma empresa foi autuada por vazamento de resíduos derivados de petróleo no solo. Outras três foram notificadas para que efetuem adequações ambientais, como apresentar projeto físico para a execução da gestão de resíduos; descarte correto de efluentes; adequar a limpeza do sistema de separador de água e óleo; e apresentar o comprovante de toda a retirada dos efluentes industriais dispostos em forma bruta no interior da empresa. Nas quatro empresas restantes, os técnicos do Inea constataram que as mesmas operavam em total conformidade com as regras ambientais.

Em destaque