Notícias |22.11.2021

Inea e voluntários plantam mais de 350 mudas em Nova FriburgoIniciativa no Parque Estadual dos Três Picos usou espécies nativas da Mata Atlântica

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), por meio do Parque Estadual dos Três Picos (PETP), promoveu, neste domingo (21/11), mutirão de reflorestamento no pico da Caledônia, em Nova Friburgo. A iniciativa, que contou com mais de 40 participantes, plantou mais de 350 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica na unidade de conservação localizada na Região Serrana do Rio de Janeiro.

O dia começou com um café da manhã para os voluntários, além de ações voltadas para a educação e preservação ambiental. A Gerência de Guarda-Parques (GGPAR) Paraíso expôs e apresentou os equipamentos usados no combate a incêndios florestais e em atividades relacionadas ao trabalho dos guarda-parques. Dentre as espécies doadas e plantadas pelo mutirão em três pontos diferentes, estão a Aroeira, a Embaúba, a Capororoca e o Ipê.

“Incentivamos o envolvimento da comunidade nas ações ambientais do Inea por todo o estado. Além do serviço ambiental prestado, o mutirão permite a integração entre a unidade de conservação, organizações e sociedade civil, algo muito importante para nós”, afirma o presidente do órgão, Philipe Campello.

Feito em parceria com os moradores do condomínio Canton Suisse, o mutirão contou com a participação de representantes do Centro Excursionista Fluminense (CEF), do SOS Vida Silvestre, da Reserva Ecológica de Guapiaçu, e com moradores dos arredores da unidade de conservação. A ação obedeceu todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 para garantir a saúde dos participantes.

Sobre o parque

Com área aproximada de 65 mil hectares, o Parque Estadual dos Três Picos abrange partes dos municípios de Teresópolis, Guapimirim, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu e Silva Jardim, na Região Serrana do Rio. Além do novo núcleo em Teresópolis, a unidade de conservação possui sede em Cachoeiras de Macacu, um núcleo de montanha em Nova Friburgo e um núcleo operacional em Guapimirim.

 

Fotos: Divulgação Inea

Em destaque